O Tempo

14 Jan

Não há tempo

para  amar,

 

restou-me apenas

pequenos  poemas.

 

Não há tempo

para sonhos,

há necessidade de caminhar SOZINHA.

 

Não há tempo

para falar,

ouvir,

acreditar.

 

A vida deixou-me apenas

 

 

PEQUENOS POEMAS.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: