Devo Negar

1 Nov

Devo negar
O palpitar incessante no peito
Quando o vejo pelas ruas
Nas tardes de outono…

Devo negar
O brilho nos olhos
Quando encontram os seus tão selvagens…

Devo negar
Quem em seus braços
Sou mulher atrevida e desejada…

Devo sempre negar
O copo de cerveja…
As mordidas nos ombros…
As lambidas na barriga…
As mãos que deslizam em minhas coxas sedentas…
O suor que borbulha em nossos corpos nus…
As línguas fervilhantes
Que se enlaçam…entrelaçam…e se soltam
Provocando intenso prazer…

Devo negar

O AR QUE RESPIRO…
O sol que brilha…
A lua que inspira os poetas…
O mar que invade os sonhos…

Devo negar

Mas sinto LOUCAMENTE!…….

Elyane Lacerdda (Emoções Selvagens)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: