A VIDA EM QUESTIONAMENTO CONSTANTE

29 Set
   O aborto ainda é um dos temas mais polêmicos a ser discutido por nossa sociedade, há inúmeras correntes de origens éticas, religiosas e científicas, que impedem a liberação legal da interrupção de uma gravidez indesejada.
A revista “ Veja” de 28 de janeiro do corrente ano, apresenta uma série de depoimentos de obstetras e pacientes vivendo o dilema da culpa!
Segundo dados estatísticos da revista, na última década, dezesseis países legalizaram ou adotaram leis mais permissivas em relação ao aborto. Atualmente , cerca de 40% da população mundial vive em países onde o aborto é totalmente permitido, sem nenhum restrição e 59,5 da população mundial vive em países onde o aborto é permitido em casos excepcionais.
O Chile tem a mais alta taxa de aborto na América Latina ( 50 a cada 1000 mulheres), e a prática é totalmente proibida.Sem muita precisão , os especialistas acreditam que chegue a 1 milhão o número de abortos realizados anualmente no Brasil de modo clandestino, gerando complicações decorrentes de abortos malfeitos, sem condições de higiene ou segurança, representando a quarta causa de morte materna , atingindo cerca de 200 mulheres.Várias atitudes foram tomadas com resultados satisfatórios, podemos citar o aperfeiçoamento dos métodos anticoncepcionais e as políticas de planejamento familiar. Desde   2002 o Ministério da Saúde distribui por sua rede de atendimento a “pílula do dia seguinte”, que contém uma substância capaz de impedir a fixação do óvulo no útero, provocando sua expulsão pelo organismo feminino.

A discussão de quando se inicia a vida é interminável!

Recentemente, coube ao STF  discutir pela primeira vez em sua história o tema do aborto no Brasil, baseado na interrupção da gravidez em caso de deformação do feto.

Acredito, que haverá sempre motivo para discussão, ela será eterna, pois estamos tratando de vida humana…

Observei os depoimentos de algumas mulheres, que por motivos distintos foram vítimas de um aborto …o que mais me impressionou foi o sentimento de culpa…a dor em retirar do ventre uma vida…mesmo que não tenha sido planejada…amada…desejada…mesmo assim…e até mesmo quando vítima de violência sexual…ainda assim…chorar …e carregar por toda a vida uma verdadeira culpa…culpa de não ter permitido a chegada de um novo ser em nosso planeta!

Acredito na sensibilidade humana, mas nós mulheres somos ESPECIAIS!!!!

Vale a pena acreditar na vida!!!…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: